AZEITE

para usar?

Qual o melhor

Você já experimentou cozinhar com azeite, deixando o óleo de lado?

Se a resposta for sim, provavelmente há um conhecimento por trás dessa estratégia, visando, principalmente, as melhorias na saúde.

Mas se a resposta for não, saiba que é possível incluir o azeite, normalmente mais caro que o óleo, entre os ingredientes fundamentais no preparo do almoço, por exemplo.

Por isso, saiba o que observar quando for comprar azeite:

A primeira dica é: procure uma garrafa que seja escura e que esteja no escuro.

1. Azeite em recipiente escuro e longe da luz

É isso mesmo, a luz influência na qualidade do líquido. O recomendado é colocar em local fresco, arejado e longe da luz do sol. 

E sempre que possível, comprar um azeite que não esteja em uma embalagem transparente.

2. Atenção com a acidez

Como a nutrcionista explicou, o azeite pode ser considerado extra virgem quando tiver um nível de acidez igual ou inferior a 0,8%. 

Os melhores azeites, aqueles que promovem mais saúde, estão abaixo de 0,5% de acidez.

Ao comprar
um azeite,
olhe a data
de produção.

3. Olhe a data de produção

Quanto mais jovem for aquele azeite, maior a concentração dos polifenóis - micronutrientes que fazem bem para o organismo. quanto mais velho, maior o tempo para oxidação.

Além da data de fabricação, procure saber o local de produção. Isso pode determinar possíveis alterações no conteúdo do azeite.

4. Observe o local de produção

O Ministério da agricultura realiza inspeções, mas que alguns produtos podem fugir do que é determinado como ideal para o comércio.

Leia a matéria completa

imagens e vídeos:
Pexels, Freepik,
Unsplash, Shutterstock
e Pixabay

texto:
Redação de A Gazeta

design:
Erick Tagliari