Rainha Elizabeth II

A origem capixaba
das joias da

Algumas joias da rainha Elizabeth II, dadas pelo Brasil em ocasiões especiais, usam pedras extraídas do Espírito Santo e de Minas Gerais.

As peças foram feitas com águas-marinhas. Segundo a professora e doutora Daniela Newman, do Departamento de Gemologia da Ufes, essa pedra preciosa é a variedade azul do mineral berilo.

O conjunto brasileiro foi dado à rainha em três ocasiões. Em 1953, quando ela tinha um ano de reinado, recebeu colar e brincos do empresário Assis Chateaubriand, em nome do presidente Getúlio Vargas.

Em 1958, o presidente Juscelino Kubitschek presenteou a rainha com o broche e a pulseira. Já em 1968,
em sua única visita ao Brasil, a
rainha recebeu uma tiara do então presidente Artur da Costa e Silva. 

A tiara entregue a Elizabeth II foi remodelada e transformada em coroa. As joias brasileiras foram usadas por ela em 2006 em Londres, em jantar de visita do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Por ser peça única, o broche foi feito exclusivamente com pedra extraída de Itarana, no Noroeste do Espírito Santo. As outras peças, com mais de uma gema, podem ter pedras capixabas e mineiras.

Segundo a professora Daniela Newman, a região de Itarana ficou conhecida como a “Serra Pelada Capixaba” devido à abundância, à qualidade e ao tamanho das gemas de água-marinha. 

O apelido “Serra Pelada Capixaba” é em referência a uma região do Pará, maior garimpo a céu aberto do país.

Em Itarana, a Pedra da Onça é considerada historicamente uma localidade de altíssima produção de água-marinha de 1940 a 1970. A região é destaque nacional como a maior produtora dessas gemas.

Itarana não é a única localidade do Espírito Santo a ter água-marinha. Segundo Daniela Newman, é possível encontrar a pedra em outras cidades, como Ecoporanga, Mantenópolis, Pancas e Colatina.

Itarana, no entanto, tem características geológicas que tornaram as pedras as melhores águas-marinhas do país. 

A formação dessas gemas está relacionada aos maciços da Pedra da Onça e de Várzea Alegre (comunidade de Santa Teresa, na divisa com Itarana). As águas-marinhas encontradas lá são bem limpas e grandes.

O Espírito Santo, Minas Gerais, o oeste do Rio de Janeiro e o sul da Bahia fazem parte de uma região reconhecida como a principal produtora de minerais-gema do país, segundo pesquisas.

Texto: Vinícius Zagoto
Elaboração: Wanessa Scardua
Revisão: Mikaella Campos

Veja a matéria completa

Imagens: Shutterstock, Reprodução/Astrocentro, Juca Varella/Folhapress (2006), Arquivo Nacional/Wikipedia, Reprodução Artemisias Royal Jewels, Portal de Alto Jatibocas/Reprodução,
© SEBASTIÃO SALGADO (1986), Reprodução/Cedoc de A Gazeta, Flicker (70542435@N00), Wikipedia/Gunnar Ries Amphibol.
Vídeos: Tenor

Veja a matéria completa

+ WEBSTORIES

 [ Próximo ] 

Curiosidades sobre a rainha elizabeth II

Clique aqui