Adeus,
chulé

Se você tem ou convive
com alguém que tenha
aquele chulé azedo e indesejado, confira estas
dicas de soluções caseiras para resolver o problema
de uma vez!

Lave e seque os pés antes de
calçar qualquer sapato. Hidrate os pés com creme que contenha ureia.
Pés mais hidratados são mais resistentes as bactérias do chulé.

Use meias limpas, prefira as de algodão e troque de meias todos os dias. Meias sujas são focos de bactérias.

Sempre polvilhe pó ou spray antisséptico, ou use desodorante para os pés antes de calçar os sapatos. Caso não tenha pó industrializado, substitua por bicarbonato de sódio.

Limpe os sapatos após usar. Use vinagre ou água sanitária, molhe um algodão e limpe dentro do calçado.

Ao retirar os sapatos, borrife álcool 70 ou Lysoform, ou polvilhe sal fino de cozinha, ou algum dos produtos já citados anteriormente e deixe em local fresco, arejado e longe do sol.

Faça todo dia 

Não use o mesmo sapato todo dia, alterne com outro sem o usar o mesmo calçado por no mínimo 24 horas.

Outra opção é lavar com sal fino de cozinha. Deixe o sapato de molho em alga salgada e depois lave como de costume. Não use sabão, pois ele aumenta o chulé.

Como tirar o chulé dos pés

Antes de dormir, esquente 4 litros de água, coloque numa bacia, acrescente meia xícara de água sanitária e depois enxugue os pés. Evite calçar sapatos depois disso. 

Sugestão dos leitores

Dica do Gilmar: 

Aplicar, durante a noite, pasta d'água mentolada nos pés e dormir de meia para não soltar na cama. Após usar o produto, evite usar tênis velhos ou lavem-os  bem.

Misture 1 litro de álcool + 20 cravos + 10 canelas em pau. Coloque a mistura em um borrifador e antes de calçar jogue um pouco nos pés.
Cuidado! Tênis claro, pois pode manchar.

Dica da Luana:

Dica da Andreia:

Creme antitranspirante, tem que ser em creme e dos mais baratinhos. 

Roteiro e desing:
Bruna Tubino

Imagens:
Pexels, Rawpixel,
Freepik e Pixabay

Clique aqui para
mais stories